Prefeito de Cel. Fabriciano anuncia novo decreto que libera reabertura dos comércios, serviços, academias e cultos religiosos com restrições

Estudantes de enfermagem dão orientação de higiene aos empregados da CENIBRA
CENIBRA intensifica ações contra coronavírus
Prefeitura destaca apoio e necessidade da população em denunciar irregularidades e aglomeração de pessoas
Prefeitura de Fabriciano reforça fiscalização de comércios e empresas para prevenção ao Coronavírus

Prefeito de Cel. Fabriciano anuncia novo decreto que libera reabertura dos comércios, serviços, academias e cultos religiosos com restrições

O prefeito de Cel Fabriciano Dr. Marcos Vinicius e o Procurador Geral do município Denner Franco divulgaram nas redes sociais novo decreto de define a retomada do comercio e vários outros setores

O prefeito de Cel Fabriciano Dr. Marcos Vinicius e o Procurador Geral do município Denner Franco divulgaram nas redes sociais novo decreto de define a retomada do comercio e vários outros setores

Após reunião na manhã desta sexta-feira, 27, com a presidência da Câmara de Vereadores, Sindicato do Comércio, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e integrantes do Comitê Gestor de Crise instalado para comandar as ações de combate ao novo Coronavírus, o prefeito de Cel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius ao lado do procurador geral do município Denner Franco, publicou no meio da tarde desse dia 27 novo decreto que autoriza a reabertura do comércio com restrições e o retorno às atividades de outros setores da economia e do serviço público. A rodoviária também foi reaberta.

Além do horário diferenciado por setor, as empresas comerciais, indústrias, prestadores de serviços, empresas de construção civil, restaurantes e estabelecimentos congêneres, terão que adotar medidas de prevenção e contenção da propagação da Covid-19, como a capacitação dos trabalhadores para procedimentos e uso adequado do EPI, higienização cotidiana, uso de saneantes e desinfecção dos ambientes de trabalho, entre outras.

Grupos de risco

Trabalhadores do grupo de risco também deverão ser afastados das funções e a lotação máxima dos estabelecimentos deverá respeitar 1 pessoa por 4m², contando os funcionários.

Para evitar aglomerações, os empresários são orientados a trabalhar em turnos diferenciados, com agendamento e atendimentos individualizados. Os que optarem pelo retorno à atividade também precisam assinar um termo de responsabilização e ciência disponibilizado no Portal da Prefeitura e anexar em local visível.

O comércio varejista de peças automotivas, material de construção e elétrico, ortopédicos e médicos, jornais e revistas, bem como os atacadistas de bens e prestação de serviços poderão funcionar das 7h às 13h. Já as lojas de cosméticos e perfumaria, utilidades domésticas, armarinhos, similares e lojas de artigos infantis, móveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, óticas, tecidos, vestuário e calçados, equipamentos e materiais de escritório, papelarias e livrarias e materiais de informática e comunicação deverão funcionar das 12h às 18h. Fora destes horários, os estabelecimentos podem prestar serviços internos ou de delivery.

Outros setores

Clínicas médicas, de estética, odontológicas e salões de beleza não têm restrição de horário, mas devem seguir as mesmas normas de restrição às aglomerações. Hotéis e similares deverão promover higienizações periódicas com atenção especial à limpeza dos quartos. Todos os estabelecimentos deverão disponibilizar álcool gel e outros meios de assepsia.

Bares, restaurantes e similares deverão respeitar as normas de lotação de 1 pessoa por 4m² e a distância de 2 metros entre as mesas. As medidas estão alinhadas com o funcionamento do transporte coletivo que deverá funcionar com 50% da capacidade, com o ar condicionado desligados e sem passageiros em pé.

Cultos religiosos e academias deverão respeitar as normas de lotação e impedir a participação de pessoas com mais de 60 anos. A íntegra do decreto está no Diário Oficial do Município. O descumprimento implica advertência, multa e até a perda do alvará em casos de reincidência habitual.

Diagnóstico e isolamento 

O prefeito, Dr. Marcos Vinicius diz que o decreto não é fruto de pressão de nenhum setor nem da vontade própria dele. “Estamos em consonância com o sentimento da sociedade e cientes de que nos apressamos em curar a dor antes de diagnosticar a doença. Agora sofremos prejuízos econômicos e de saúde, confinando pessoas que podem estar saudáveis. Faço um apelo às autoridades e aos empresários que podem ajudar para que tenhamos condições de adquirir os testes rápidos. Com o diagnóstico imediato, isolamos as pessoas certas e delimitamos o espaço da doença”, disse Dr. Marcos.

O prefeito ainda anunciou que o município dispõe de um hospital, o antigo hospital da Unimed que no momento está inativo, com 30 leitos de tratamento intensivo e 60 de semi- intensivo, que pode ser transformado em um hospital regional exclusivo para pacientes com a Covid-19. O governo do Estado já foi informado da disponibilização.

Serviço público

As aulas da rede municipal continuam suspensas até o dia 7 de abril, prazo que pode ser prorrogado. O expediente nas repartições públicas funcionará em regime de escala e revezamento de profissionais. Em Fabriciano, a Prefeitura mantém o Tele Orientação – EuSaúde, com atendimento 24 horas por dia via WhatsApp pelo telefone (31) 99674-7263. Outra medida da prefeitura foi a criação da Unidade de Referência Coronavírus na rua Albert Scharlet, s/n, das 7h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados.