Conheça 10 atrações imperdíveis que representam a riqueza cultural do Serro

A Festa do Rosário de Serro, realizada desde 1728
Jornalistas do Vale do Aço produzem guia sobre as riquezas culturais do Serro
I021713 (1)
Prefeitura de Timóteo lança revisão do Plano Diretor mirando o desenvolvimento sócio econômico

Conheça 10 atrações imperdíveis que representam a riqueza cultural do Serro

Frango caipira de São Gonçalo; foto: Setur MG

Frango caipira de São Gonçalo; foto: Setur MG

Produzido por uma equipe de jornalistas e historiadores do Vale do Aço (leia mais aqui), o Guia Cultural do Serro, é uma verdadeira porta de entrada para conhecer uma região extensa – tanto sob o ponto de vista territorial como cultural.

As 166 páginas do Guia impressionam e surpreendem o leitor por trazer à tona a riqueza de uma região que tem tanto a oferecer para quem gosta de turismo histórico.

A gastronomia, os monumentos arquitetônicos, as belezas naturais, a arte colonial. A região do Serro é um deleite para amantes das cidades históricas mineiras e tem potencial para competir com municípios mais conhecidos nacionalmente, como Ouro Preto e Tiradentes.

Para instigar uma viagem a Serro, convidamos o comunicador Moysés Maltta, um dos responsáveis pela reportagem e redação do Guia, a listar 10 atrações imperdíveis do Serro.

Confira!

 

1 – Museu Casa dos Ottoni

serro-casa-dos-ottoni

“Além de ser um belo exemplo de casarão colonial, foi morada de uma das mais importantes famílias mineiras do século XVIII, produzindo uma plêiade de gênios como José Eloy Ottoni, Cristiano e Teophilo. É um museu com peças importantes sobre a história local”.

 

2 – Igreja do Senhor Bom Jesus do Matozinhos

“Vale pela decoração interna executada pelo grande pintor e dourador Silvestre de Almeida Lopes, que foi um dos pioneiros no estilo rococó da região. As pinturas parietais da capela-mor e o forro são dignos de contemplação”.

 

3- A Capela de Nossa Senhora do Rosário de Milho Verde

“Um exemplar de rara delicadeza e peça muito conhecida do barroco estradeiro. Foi capa de um disco de Milton Nascimento”.

 

4 – Museu Histórico de Rio Vermelho

“Muitas peças antigas e curiosas da história regional”.

 

5 – A Festa de Nossa Senhora do Rosário

IMG_0163-768x512

“Uma das mais tradicionais do Brasil, realizada desde 1728 com todos os elementos folclóricos da Congada e momento de extrema devoção popular”.

 

6 – O Jubileu de Nossa Senhora das Dores

“Uma das festas mais exóticas do país. Realizada no alto da Serra da Carola em torno da capelinha, a população do distrito de Mato Grosso (Deputado Augusto Clementino) migra durante uma semana para a pequena vila no alto que só é habitada no período da festa”.

 

7 – O cuscuz de milho, queijo, rapadura e funcho

“Prato típico de escravos, com alto teor nutritivo, sabor e perfumes incomparáveis. Uma das melhores opções para provar esta iguaria é na Pousada e Restaurante Moinho Santo Antônio em Santo Antônio do Itambé”.

 

8 – O Festival do Frango Caipira em São Gonçalo do Rio das Pedras

edb0d1580b071f9bc3e2632a24f8cf80

 

9 – Os queijos maturados premiados internacionalmente na loja do Tulio Madureira (Tremruá) e loja do Queijo Cedro

IMG_0229-3-768x512

 

10 – O Parque Estadual do Pico do Itambé

Foto: Portal Minas Gerais

Foto: Portal Minas Gerais

“Trilha extraordinária ao ponto mais alto da região de onde se avista vários municípios do entorno. Inúmeras cachoeiras imperdíveis pelo caminho”.